Condução autónoma em marcha

Texto: David Espanca
Data: 15 Novembro, 2019

A Hyundai Company concluiu com sucesso o primeiro teste de condução autónoma com camiões em caravana, na estrada inteligente de Yeoju, Coreia do Sul, reproduzindo fielmente as condições reais de tráfego.

 

O teste foi realizado com dois camiões Hyundai Xciente com reboque numa estrada que é um verdadeiro banco de provas de 7,7 quilómetros, localizado dentro da rodovia da região central, estabelecida pelo governo coreano para o desenvolvimento de tecnologia de condução autónoma.

Para o efeito foram testadas tecnologias ao nível da circulação de veículos em “platoon”, incorporações e saídas de outros veículos entre os camiões, travagem de emergência simultânea e tecnologia de comunicação V2V (veículo para veículo). O limite de velocidade foi estabelecido em 60 km/h para garantir a segurança.

“Estamos confiantes de que a nossa tecnologia de condução autónoma, líder no setor de veículos comerciais e apresentada nesta demonstração com camiões, levará a uma mudança revolucionária de paradigma no setor dos transportes e logística”, afirmou Jihan Ryu, chefe do grupo de engenharia de controlo de eletrónica para veículos comerciais da Hyundai Motor.

O interlocutor explica ainda o esforço que estão a levar a cabo para “criar sinergias construtivas, partilhando o nosso conhecimento e experiências de desenvolvimento de tecnologias de condução autónoma entre os setores dos veículos comerciais e os de passageiros, para facilitar a tecnologia de condução autónoma de nível 5″.

A condução em caravana começa quando o motorista do camião que segue atrás se aproxima do da frente e ativa esse modo de condução. Depois, o camião tem de manter uma distância de 16,7 metros, o condutor não precisa de acelerar ou travar, o que reduz muito o cansaço da estrada e melhora a segurança.

O modo também ativa a tecnologia de manutenção de faixa, que permite ao motorista do veículo traseiro tirar as mãos do volante. Tem a vantagem de reduzir a resistência do ar para melhorar a eficiência do combustível e reduzir as emissões, tornando-a uma tecnologia ecológica.

Com o modo ativado, caso um veículo se coloque entre os camiões da caravana, o último aumentará automaticamente a distância para um mínimo de 25 metros. Quando o camião principal trava de repente, a tecnologia testada responde e faz com que o camião seguinte desacelere e pare.

O sistema V2V aplicado nos dois camiões mostrou como a troca de informações em tempo real entre veículos da caravana pode melhorar o controlo da velocidade. Além disso, incorpora informações do ADAS (sistemas avançados de assistência ao condutor) de sensores como câmaras e radares.

Além disso, a tecnologia V2V ativou um recurso que permite partilhar o vídeo da câmara frontal em tempo real. Ao exibir os vídeos do veículo principal, o motorista seguinte pode ver a estrada à sua frente, resolvendo as limitações de visão dos condutores que conduzem atrás de outros camiões.

Partilhar