Citroën reforça gama Jumpy com versão elétrica

Texto: Carlos Moura
Data: 13 Maio, 2020

A Citroën vai lançar a versão elétrica do Jumpy no segundo semestre que estará disponível em três comprimentos de carroçaria, dois níveis de autonomia e capacidade de carga até 1275 kg

A Citroën anunciou a introdução da versão elétrica do furgão médio Jumpy, denominada ë-Jumpy – no segundo semestre deste ano. A nova proposta eletrificada da marca francesa vai oferecer uma capacidade de carga até 1275 kg e poderá ser encomendada com bola de reboque, proporcionando uma capacidade adicional de reboque até uma tonelada.
O Citroën ë-Jumpy será comercializado em três dimensões de carroçaria, incluindo a nova XS, com 4,60 metros, disponibilizando um volume útil de carga entre 4,6 m3 (XS sem Moduwork) e 6,6 m3 (XL com Moduwork). Graças a uma largura interna de 1,25 metros, o furgão elétrico da marca francesa poderá transportar europaletes, enquanto a altura máxima de 1,90 metros da maioria das versões garante o acesso aos parques de estacionamento subterrâneos.
O Citroën e-Jumpy será proposto em dois níveis de capacidade da bateria, associados a dois níveis de autonomia: 230 km no ciclo WLTP, disponível nas silhuetas XS, M e XL, equipado com bateria de 50 kWh; 330 km no ciclo WLTP, disponível nas silhuetas M e XL, associado a bateria de 75 kWh.

Três possibilidades de carregamento

O novo ë-Jumpy recebe uma bateria de iões de lítio, enquanto a plataforma EMP2 possibilita que seja alojada no chassis do veículo para preservar o volume de carga útil. A bateria armazena e fornece a energia necessária para operar o motor elétrico, o aquecimento e o ar condicionado. O seu nível de carga é apresentado num indicador e uma luz de reserva no painel de instrumentos.
O motor elétrico assegura a tração e disponibiliza uma potência máxima de 100 kW (136 cv) e um binário de 260 Nm. A velocidade máxima está limitada eletronicamente a 130 km/h, independentemente do modo utilizado: Eco, Normal, Power.
A recuperação da carga bateria é assegurada por três possibilidade de carregamento, estando a tomada de carga localizada no guarda-lamas dianteiro esquerdo, sendo a carga efetuada no modo ‘Parking’. O tempo de carregamento varia entre 30 minutos num posto super rápido no posto público modo 4 (até 100 kW) e as 23 horas numa tomada doméstica convencional.

Quatro níveis de equipamento

O Citroën ë-Jumpy será comercializado em quatro níveis de equipamento e adota a maioria dos elementos da versões Worker: suspensões com regulações específicas, placa de proteção inferior do motor, uma base adequada à instalação da bateria sob o piso e, em opção, aumento da carga útil e Grip Control.
As versões disponíveis serão as seguintes: Control, que inclui os elementos essenciais: rádio MP3 Bluetooth, retrovisores elétricos e aquecidos, travão de estacionamento elétrico; Club, que integra todos os equipamentos da versão Control com adição do ar condicionado e da ajuda ao estacionamento; Driver, com todos os equipamentos da versão Control com rádio DAB (novo) e Pack AFIL (Alerta de Transposição Involuntária de Faixa, Alerta de atenção do condutor, Comutação automática de máximos e Reconhecimento alargado da sinalização); CityVan, concebida para a condução urbana, oferecendo rádio DAB, função “VisioPark câmara 180º” e acesso e arranque do motor mãos livres.
Após o lançamento do ë-Jumpy no final do ano, a Citroën irá reforçar a sua ofensiva nos comerciais ligeiros elétricos com a introdução das verões elétricas do Jumper, que deverá chegar até ao final de 2020, e do Berlingo Van em 2021.

Partilhar