Van Hool fornece 40 autocarros fuel-cell para Alemanha

Texto: Carlos Moura
Data: 7 Abril, 2018

A Van Hool vai fornecer 40 autocarros fuel cell A330 para as cidades alemãs de Colónia e Wuppertal.

O fabricante belga de autocarros Van Hool ganhou um contrato para o fornecimento de 40 unidades da mais recente geração de autocarros a hidrogénio. Do total, 30 veículos fuel cell destinam-se à empresa de transportes públicos de Colónia – RVK Köln – e os outros dez à sua congénere de Wuppertal – WSW Wuppertal. Esta encomenda é a maior, até agora, para este tipo de autocarros na Europa.

Os veículos serão construídos na fábrica da Van Hool em Koningshooikt. As primeiras unidades serão entregues na primavera de 2019.

“Os autocarros a hidrogénio são veículos com elevado valor acrescentado e são de grande importância para a unidade de produção em Koningshooikt”, comenta Filip Van Hool, CEO da Van Hool. “Esta encomenda – a maior de sempre para autocarros fuel cell – vai impulsionar a tecnologia do hidrogénio para transporte público. Em toda a Europa, as empresas de transportes coletivos de passageiros estão a trabalhar muito para tornar as suas frotas de autocarros mais ‘verdes’. Estamos satisfeitos por ver que a cidade alemã de Colónia, onde se encontram dois autocarros a hidrogénio da Van Hool em operação desde maio de 2014, tenha respondido de forma positiva à experiência. A partilha do seu envolvimento e o seu empenhamento contribuiu para a evolução destes novos veículos que acabam de ser adjudicados”.

Os 40 autocarros a hidrogénio Van Hool A330 tem dois eixos, 12 metros de comprimento e vêm equipados com célula de combustível FCvelocity-HD 85 Fuel Cell da Ballard Power Systems e bateria. O motor elétrico é de origem Siemens e desenvolve uma potência de 210 kW. O autocarro dispõe de 29 lugares sentados, além 46 (Colónia) ou 49 (Wuppertal) em pé, assim como espaço para duas cadeiras de rodas.

Graças ao sistema híbrido, os autocarros, com um depósito de hidrogénio de 38,2 kg, conseguem percorrer cerca de 350 quilómetros, o que corresponde a um dia de operação.

Em conjunto com as baterias de lítio e os motores elétricos, a célula de combustível fornece toda a energia elétrica ao veículo. O hidrogénio é convertido em eletricidade na célula de combustível, tendo como única emissão o vapor de água. As baterias fornecem a potência adicional sempre que é necessário. Graças ao sistema híbrido e à utilização da energia da travagem, o consumo de hidrogénio é de aproximadamente oito quilogramas por cada cem quilómetros.

A Van Hool tem vindo a fabricar autocarros a hidrogénio para o mercado americano desde 2005 e europeu desde 2007. Até agora já produziu 53 autocarros a hidrogénio, incluindo 21 para a América do Norte e 32 para a Europa. A este número há que adicionar os oito tróleis a hidrogénio que a Van Hool está a construir para a cidade francesa de Pau, que deverão ser entregues na segunda metade de 2019.

Partilhar