Nissan NV300 1.6 dCi 120 L1H1 Basic

Texto: Carlos Moura / Fotografia: José Bispo
Data: 10 Abril, 2018

Com um design exterior inspirado nos crossovers da Nissan, o novo NV300 insere-se no segmento dos furgões médios, com capacidade de carga até 1,2 toneladas.

Cinco anos ou 160 mil quilómetros é a garantia de fábrica da Nissan para a sua gama de comerciais ligeiros, a qual se estende, naturalmente, ao mais recente lançamento da marca, o NV300. Desenvolvido no âmbito da Aliança Renault-Nissan, este modelo veio substituir o anterior Primstar e insere-se no segmento dos furgões médios, com capacidade de carga entre 1,0 e 1,2 toneladas.

Com uma imagem exterior inspirada nos crossovers da marca, a gama é constituída por versões de chassis curto e longo, com teto normal e alto, compreendendo furgões de mercadorias, de três e seis lugares, e combis de passageiros, de 9 lugares. A oferta mecânica assenta no bloco 1.6 dCi, de origem Renault, que é proposto em níveis de potência de 95 CV, 120 CV, 125 CV e 140 CV.

Para o mercado nacional estão disponíveis quatro níveis de equipamento: Pro, Basic, Comfort e Luxury (apenas a Combi). Todas as versões contam, de série, com airbag do condutor, ABS, ESP e ASR, assistência ao arranque em subida, fecho central de portas com telecomando, rádio com Bluetooth, ligação USB e reprodutor MP3, computador de bordo, espelhos retrovisores aquecidos e com regulação elétrica, porta lateral direita deslizante, ar condicionado, vidros elétricos, retrovisor interior com grande visão com redução de ângulo morto.

Uma das versões disponíveis do NV300 furgão é a de chassis curto, com teto normal, motor 1.6 dCi 120 e nível de equipamento Basic. As suas dimensões exteriores – 4,9 metros de comprimento, 1,95 metros de largura e 1,97 metros – facilitam a sua utilização em ambiente urbano, assim como o acesso à maioria dos parques de estacionamento subterrâneo.

O compartimento de carga da versão L1H1 do NV300 oferece um voume útil de carga de 5,2 m3, graças à combinação de um comprimento interno de 1,91 metros, uma largura de 1,62 metros (sendo de 1,22 metros entre as cavas das rodas) e 1,38 metros. Para permitir o transporte de objetos mais longos, a divisória entre o compartimento de carga e a cabina dispõe de uma porta no lado do passageiro, que permite aumentar o comprimento útil para os 2,02 metros.

O acesso ao compartimento de carga na unidade ensaiada é feito através da porta traseira de batente, com abertura até 180º, ou por uma porta lateral deslizante, com uma largura de 60 centímetros. Isto permite carregar o veículo, utilizando um empilhador.

A cabina oferece lotação para três ocupantes, uma vez conta com um assento duplo do acompanhante. O banco do meio pode ser transformado numa prática mesa de apoio através do rebatimento das costas. O condutor, por sua vez, beneficia de uma posição de condução elevada, o que garante um elevado domínio sobre a estrada e o ambiente envolvente.

No capítulo mecânico, a unidade ensaiada do Nissan NV300 contava com o motor 1.6 dCi de 120 cv e uma caixa manual de seis velocidades. Esta combinação oferece uma condução bastante agradável, designadamente em termos de disponibilidade de binário a baixas rotações e de elasticidade. O consumo, por sua vez, é outro dos pontos positivos, com um consumo médio de 7,7 l/100 km no ensaio, um valor acima dos 6,5 l/100 km anunciado pela marca, mas, mesmo assim, bastante interessante num veículo que pesa em vazio mais de 1,8 toneladas, e se traduz em custos de utilização bastante competitivos

No nível de equipamento Basic, que acresce o airbag duplo e o computador de bordo relativamente à versão de entrada (Pro), a versão de chassis curto e teto normal do NV300, com capacidade útil de carga de uma tonelada, e motorização 1.6 dCi 120, tem um preço de venda ao público de 29041 euros. A Nissan tem em vigor uma campanha que oferece um desconto de 20% na aquisição de um NV300. Para os clientes da marca, existe um benefício adicional que consiste na oferta de quatro anos de manutenção ou cem mil quilómetros.

Partilhar