Mercedes-Benz eVito em testes no Ártico

Texto: Nuno Freitas Faria
Data: 9 Março, 2018

Testes em condições adversas do Mercedes-Benz eVito garantem a segurança e fiabilidade para frotas comerciais.

 Arjeplog é conhecida pelas suas características geladas, sendo o destino preferencial para a maioria dos fabricantes para testar os seus modelos em condições bastante adversas. Para isto, a Mercedes-Benz Vans levou o novo eVito à Suécia para um teste de resistência, que foi passado com distinção, de acordo com a equipa de desenvolvimento da marca alemã. O novo eVito foi ensaiado minuciosamente, inclusive em temperaturas de -30ºC, principalmente com foco em arranques a frio e carregamentos, bem como características de condução em temperaturas negativas.

 Nestas condições, para além dos arranques a frio e características de descongelamento, também a bateria recebeu especial atenção, uma vez que a resposta de um veículo em diferentes condições climáticas é um facto importante para a gestão de qualquer frota. Neste caso, a bateria de 41,4kWh que, em condições normais oferece uma autonomia de 150 km, consegue atingir os 100km em condições desfavoráveis.

 Outro aspeto importante a testar é a qualidade e segurança do “espaço de trabalho” do condutor. Para isso, 30 engenheiros, especialistas em eletrónica e mecânicos da Mercedes-Benz Vans asseguraram que todos os componentes corresponderam às exigências das condições climatéricas adversas. Como uma frota tem de funcionar no inverno, assim como no pico do verão, serão também realizados testes em Espanha, onde se esperam temperaturas superiores a 35ºC.

O Mercedes-Benz eVito está disponível para encomenda desde novembro de 2017 e as entregas estão previstas para meados de 2018. O preço no mercado alemão ronda os 40 mil euros, excluindo impostos, e as primeiras 1000 encomendas são recompensadas com um pack de serviço. O eVito é o primeiro passo para a eletrificação dos veículos comerciais da Mercedes e será seguida pela eSprinter em 2019 e pelo Citan.

Partilhar