Dachser selecionada para testar Mercedes-Benz eActros

Texto: Carlos Moura
Data: 31 Março, 2018

A Dachser vai ser uma das primeiras dez empresas a testar o camião elétrico da Mercedes-Benz em condições reais de operação.

A multinacional alemã de transportes e logística Dachser integra o grupo exclusivo de empresas que irá testar o Mercedes-Benz eActros em condições reais de operação, a partir desta primavera. A empresa irá ter ao seu serviço uma das dez unidades da versão elétrica do Mercedes-Benz Actros, que o construtor alemão irá disponibilizar junto de alguns operadores de topo na Europa.

O Mercedes-Benz eActros será proposto em versões, tendo a opção da Dachser recaído no modelo com peso bruto de 18 toneladas. A versão elétrica do camião da marca alemã utiliza a mesma cabina e chassis do modelo convencional, mas está equipada com dois motores elétricos de 125 kW e um binário de 485 Nm. Estas caraterísticas permitem que a performance do Mercedes-Benz eActros seja muito semelhante à da versão diesel.

O fornecimento de energia é assegurado por uma bateria de iões de lítio com 11 módulos, reforçada com aço. A autonomia anunciada é de aproximadamente 200 quilómetros. A carga maxima por eixo é de 11,5 toneladas.

“Concebido, originalmente, como um projeto de investigação com vista a desenvolver soluções sustentáveis e inovadoras para as entregas em centros urbanos, o projeto City Distribution foi alvo de um impulso adicional, fruto das necessidades dos novos tempos”, refere Stefan Hohm, corporate director da Corporate Solutions, Research & Development da Dachser. “É absolutamente indispensável que as filiais da Dachser trabalhem, ativamente e cada vez mais, com as grandes cidades, de modo a estabelecer soluções personalizadas para as entregas nos centros urbanos do futuro”, conclui o diretor.

Apesar da grande maioria dos componentes estar já pronta – ou quase pronta – prevê-se que o Mercedes-Benz eActros entre em produção apenas em 2021. De acordo com o fabricante, “há ainda um número de questões técnicas e, principalmente, económicas, às quais é necessário dar resposta, nomeadamente no que diz respeito, por exemplo, à duração e ao custo das baterias e, ainda, à infraestrutura necessária para a integração em frotas comerciais”.

Recorde-se que a Dachser Ibéria tem vindo a apostar na inovação e na sustentabilidade, tendo em circulação, desde o final de 2017, um veículo híbrido do modelo FUSO Canter Eco Hybrid 7C15. Também a inauguração de novas rotas para mega-camiões – que, ao permitirem aumentar a capacidade em mais de 60 por cento dos quilos transportados, levam à otimização da rede e à diminuição da emissão de CO2 – demonstram o compromisso da multinacional em oferecer uma logística mais eficiente e, sobretudo, mais sustentável.

Partilhar