“e-commerce” da Luís Simões rende 2,2 milhões de euros

Texto: David Espanca
Data: 9 Maio, 2018

A área de “e-commerce” da Luís Simões tem registado um crescimento desde que foi implementada em 2013, atingindo neste momento cerca de quatro mil expedições diárias, com mais de cinco mil metros quadrados dedicados a este tipo de serviços, que deverão gerar uma faturação superior a 2,2 milhões de euros, a nível ibérico, só este ano.

Esta estratégia de logística teve por base as mudanças verificadas nos hábitos de consumo. De entre as soluções oferecidas pela operadora aos seus clientes, destacam-se o armazenamento, a preparação de pedidos por unidade, o “packaging”, a gestão administrativa e a distribuição.

Entretanto, o armazém de Cabanillas del Campo, localizado em Espanha, foi incorporado neste tipo de serviços, para fazer face à entrada de um novo cliente, a Nestlé Dolce Gusto. A plataforma conta com mais de 66 mil metros quadrados e será um centro estratégico da atividade da Luís Simões no país vizinho.

Em Portugal, a empresa possui operações de “e-commerce” nas plataformas de Vila Nova de Gaia, Carregado e Azambuja, contando com clientes como a Nespresso, Boticário, Concentra ou CR7 Shoes.

Para desenvolver este tipo de negócio, a Luís Simões efetuou um investimento em ferramentas tecnológicas, que permitiram a implementação de soluções como “pick & put to light” e de outras destinadas a apoiar as operações realizadas no armazém, com o objetivo de aumentar a sua eficiência nas tarefas de “picking” e minimizar a probabilidade de erro.

Partilhar